quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Frases de Cachorro


"Um cão é a única coisa na terra que o ama mais do que ama a sí mesmo."
( Josh Billings )


"Se você pega um cachorro faminto e o torna próspero, ele não morderá você. Esta é a principal diferença entre um cachorro e um homem."
( Mark Twain )


"Quem me ama, ama também meu cão. "
( São Bernardo )


"Quando late o cão velho, deve-se ir olhar."
( Pereira )


"Os cães são o nosso elo com o paraíso. Eles não conhecem a maldade, a inveja ou o descontentamento. Sentar-se com um cão ao pé de uma colina numa linda tarde, é voltar ao Éden onde ficar sem fazer nada não era tédio, era paz."
( Milan Kundera )


"Os cães são melhores que os seres humanos porque eles sabem mas não contam. "
( Emily Dickinson )


"Os cachorros só ladram a quem não conhecem."
( Heráclito )
"O melhor amigo do homem é outro cachorro."
( Luis Felipe Algell de Lama )


"O cão é um cavalheiro, eu espero ir para o céu deles, não para o dos homens. "
( Mark Twain )


"O cachorro de estimação suspeita que o Universo inteiro planeja tomar seu lugar. "
( Rabindranath Tagore )


"Ninguém pode se queixar da falta de um amigo, podendo ter um cão."
( Marquês de Maricá )


"Não é o tamanho do cachorro na luta, mas o tamanho da luta no cachorro."
( Archie Griffin )


"Existe três cachorros perigosos: a ingratidão, a soberba e a inveja. Quando mordem deixam uma ferida profunda."
( Martinho Lutero )


"É preferível ceder o caminho a um cão, a ser mordido por ele, pois mesmo matando o cachorro a dentada não ficaria curada."
( Abraham Lincoln )


"É melhor ter um cachorro amigo do que um amigo cachorro."
( Fabricio Bravim Melotti )


"Cães amam seus amigos e mordem seus inimigos, bem diferente das pessoas, que são incapazes de sentir amor puro e têm sempre que misturar amor e ódio em suas relações. "
( Sigmund Freud )

terça-feira, 28 de setembro de 2010

ABRIGO SÃO LÁZARO _ FORTALEZA CEARÁ

A ONG São Lázaro, sediada em FORTALEZA-CE, é uma entidade sem fins lucrativos, que luta há 16 anos por uma vida melhor para os animais abandonados.
Por vezes acolhemos alguns dos animais que resgatamos. Proporcionamos a estes, tratamento veterinário, cuidados especiais e acima de tudo, amor e carinho ao mesmo tempo em que lutamos para conseguirmos um lar definitivo para eles. Tudo isso é oriundo dos esforços da protetora Rosane e dos demais voluntários. Em nossa sede, atualmente, já são mais de 140 animais que ainda estão no aguardo de uma adoção que venha modificar de vez os seus destinos. Cada uma de nossas atividades visa proporcionar condições dignas para os animais. Junte-se a nós!

DOE RAÇÃO, MEDICAMENTOS, MATERIAL DE LIMPEZA OU DE CONSTRUÇÃO, APADRINHE OS ANIMAIS, ADOTE, DIVULGUE OU AJUDE FINANCEIRAMENTE UMA CASTRAÇÃO!

NOSSA CONTA:
Nome: ROSANE DANTAS BATISTA
Agencia: 0578
Conta corrente:8047-6
Operacao: 013
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Em caso de transferência via internet é esse o CPF da ROSANE:26241552368CONTATOS:
ROSANE: (85)87421452
CRIS: (85)88268654
LORENA: (85)87411207

SITE: www.saolazaro.com
PERFIL II: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=17442284170159772212
COMUNIDADE NO ORKUT: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=52001413
TWITTER: http://twitter.com/abrigosaolazaroEMAIL:abrigosaolazaro2009


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Características dos Tigres



O Tigre-Siberiano é um caçador solitário e noturno, que pode percorrer distâncias de 10 a 20 km numa só noite. O tigre vive em média 20 anos, sendo que o macho vive menos que a fêmea, por estarem sempre em confronto com outros machos por causa das presas. Pesa 300 kg, 1 metro de altura e 3 metros de comprimento (sendo 80 cm de cauda). Na ordem dos carnívoros, o único animal que o ultrapassa em tamanho é o urso.

Originário da Sibéria oriental, há 20 ou 30 mil anos anos, partiu para a conquista do vasto território que hoje ocupa no continente asiático. Corre em uma velocidade de até 80 km/h e pode saltar a uma altura de 5 a 6 metros; contudo, não é capaz de escalar árvores.

Seu sentido mais aguçado é a audição. A vista é tão fraca que não distingue, além de cem passos; o olfato praticamente inexiste. Caça à noite ou ao amanhecer, o resto do tempo é para dormir. Geralmente os tigres não atacam o homem, os que o fazem, são animais velhos ou doentes.
Alimentação

Tigre branco.

O tigre vive em stepes geladas, florestas úmidas e bosques. Devido à vasta distribuição geográfica, a alimentação do tigre é muito variada. Em geral devora cervos e suídeos, mas quando estes faltam, alimenta-se até de ursos, na Sibéria, e bovinos, na Índia e Indonésia.
O matador

Graças à camuflagem proporcionada pela coloração e pelo desenho de sua pelagem, que confunde a linha do contorno do seu corpo contra a vegetação, o tigre pode aproximar-se de sua presa sem ser percebido. Quando está a 20 m de distância, o tigre se abaixa e depois de caminhar quase se arrastando pelo solo durante um trecho, salta para a frente, tratando de morder o pescoço de sua vítima enquanto a imobiliza pelos ombros ou pelas costas. Somente 5% dos ataques do tigre têm êxito.

O tigre mata, em média, entre 40 e 50 presas durante um ano, o que equivale a uma a cada oito dias. No caso dos tigres com crias, às quais têm de alimentar, o tempo dedicado à caça é maior. De músculos fortes e elásticos, o tigre é capaz de matar um búfalo com uma patada e, aferrando-o com as presas, arrastá-lo por centenas de metros.

Tigre. Tigre Branco. Tigre.
Reprodução e gestação

As fêmeas dos tigres atraem seus parceiros emitindo um rugido. O namoro entre eles nem sempre é violento e, às vezes, pode assumir uma forma muito carinhosa.

A gestação dura de 103 a 105 dias, podendo nascer 2 ou 3 filhotes por vez. Apenas a fêmea cuida dos filhotes depois que eles nascem, mas se, por ventura, um macho adulto que acabou de abater sua caça se encontrar com alguns filhotes, mesmo que não sejam seus, ele deixa a cria comer sua caça.
Espécies

Vive na Ásia e a espécie é dividida em duas subespécies principais, o Tigre-da-Sibéria, que recebe o nome científico de Panthera tigris altaicae, e o Tigre-de-Bengala, que é classificado como Panthera tigris tigris.

Na foto abaixo, quatro filhotes de tigre descansam no zoológico Nandan Kanan, na cidade indiana de Bhubaneswar. O governo local anunciou a construção de um segundo zôo que receberá 27 tigres e leões africanos que haviam sido transferidos para Andhra Pradesh. A população de tigres indianos diminuiu de 4.300 para 3.500 nos últimos 11 anos. Entre 200 e 300 tigres são mortos por ano na Índia.
Filhotes de tigres do zoológico Nandan Kanan

Filhotes de tigres do zoológico Nandan Kanan.
Caça

Com seu porte altivo, solto pela floresta, farejando uma presa com suas artimanhas de caçador ou defendendo seu território, o tigre parece uma fera invencível. Mas nos últimos duzentos anos ele foi caçado até ser praticamente eliminado das selvas. Hoje está entre os animais com maior risco de extinção.

Embora possam viver em climas e ambientes variados, os tigres não conseguem conviver com o ser humano. Tantos foram os tigres abatidos pelo homem, que duas subespécies já foram extintas: o Tigre-do-Cáspio e o Tigre-de-Bali. Ao todo restam cerca de cinco mil espécies.
Tigre Branco

O tigre tem o corpo coberto por uma pelagem característica, laranja com faixas escuras. O ventre é mais claro, às vezes branco. Os tigres brancos são mais ou menos albinos, misturam o preto com o branco.
Pré-História

O Tigre-Dente-de-Sabre ou Machairodus era um dos mamíferos mais terríveis do Pleistoceno. Os dentes caninos de seu maxilar superior eram muito grandes e aguçados - até 20 cm de comprimento - e com forma de sabre. Isso lhe dava coragem de atacar e matar os grandes mamíferos herbívoros da época, como o mamute e o mastodonte. Foram encontrados fósseis dele no Brasil, devido a migração desses animais.
Classificação científica

* Reino - Animal
* Sub-Reino - Metazoários
* Filo - Cordados
* Classe - Mamíferos
* Ordem - Carnívoros.
* Família - Felídeos
* Gênero - Panthera
* Espécie - Tigris

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Frases sobre Animais


"Virá o dia em que a matança de um animal será considerada crime tanto quanto o assassinato de um homem." (Leonardo da Vinci)

"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais." (Abraham Lincoln)

"Aquele que conhece verdadeiramente os animais é por isso mesmo capaz de compreender plenamente o caráter único do homem." (Konrad Lorenz)

"A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem." (Arthur Schopenhauer)


"O animal é tão ou mais sábio do que o homem: conhece a medida da sua necessidade, enquanto o homem a ignora." (Demócrito)

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Se você for capaz...


Se você for capaz...
...de começar o dia sem cafeína;
...de enfrentar o dia sem estimulantes;
...de estar sempre de alto astral, ignorando todas as dores;
...de ficar sem reclamar e encher as pessoas com seus problemas;
...de comer a mesma comida todos os dias e for grato por isso;
...de entender que seus entes queridos estão muito ocupados para lhe dar atenção;
...de perdoar quando seus entes queridos descontam em você quando, por motivos pelos quais você não tem culpa, algo dá errado;
...de aceitar críticas e censuras sem ressentimentos;
...de ignorar a falta de educação de um amigo sem nunca corrigi-lo;
...de tratar amigos ricos e pobres da mesma forma;
...de enfrentar o mundo sem mentiras e trambiques;
...de vencer a tensão sem auxílio médico;
...de relaxar sem precisar recorrer ao álcool;
...de dormir sem precisar de remédios;
...de dizer honestamente que, do fundo do coração, não tem preconceitos religiosos, raciais ou políticos;

então, meu amigo, você é quase tão bom quanto seu cão.

Fonte: http://www.petfeliz.com.br/poemas/index.asp

"Por trás de um simples focinho"."Por trás de um simples focinho".


Ah, se as pessoas soubessem o que há por
trás de um focinho,
Focinho úmido, geladinho,
Preto, marrom, desbotadinho,
Simples e lindos focinhos.

Ah, se as pessoas soubessem o valor de um focinho,
Focinho medroso ou metido,
Focinho manhoso, carinhoso,
Simples amigos focinhos.

Ah, se as pessoas tivessem ao menos um focinho,
Não sobre o próprio rosto,
Mas em carne, pelo e osso,
Fonte pura de carinhos.

Ah, se as pessoas protegessem os focinhos,
Focinhos que vivem sozinhos,
Amores desperdiçados; focinhos amargurados,
Focinhos pra todo lado.

Ah, se as pessoas conhecessem os focinhos,
Quanto amor, quanto carinho,
Anjos peludos, sem narizinhos.
Anjos fofos atrás de focinhos.

Ah, se eu pudesse ver todos os focinhos,
Amados e acolhidos,
Crianças da criação, anjos de bem querer,
Focinhos em plena evolução.

Ah, se as pessoas soubessem,
Quanto amor e dedicação,
Quanta vida, quanta paixão,
Quanto vale o amor de um cão (ou de um gatão).

Ah, se eu pudesse mostrar para todos,
o valor de um focinho,
A gratuidade de um carinho,
O que existe de verdade,
Por trás de um simples focinho.


Fonte: http://www.petfeliz.com.br/poemas/index.asp

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Pra refletir...

 O homem implora a misericórdia de Deus mas não tem piedade dos animais, para os quais ele é um deus. Os animais que sacrificais já vos deram o doce tributo de seu leite, a maciez de sua lã e depositaram confiança nas mãos criminosas que os degolam. Ninguém purifica seu espírito com sangue. Na inocente cabeça do animal não é possível colocar o peso de um fio de cabelo das maldades e erros pelos quais cada um terá de responder

Gautama Buda

Declaração Universal dos Direitos dos Animais

1 - Todos os animais têm o mesmo direito à vida.

2 - Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.


3 - Nenhum animal deve ser maltratado.

4 - Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.

5 - O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado. 


6 - Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.


7 - Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.



8 - A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra os animais.


9 - Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.


10 - O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais. 


Quantas espécies de urso existem no mundo?

Existem oito espécies: urso-polar, urso-panda, urso-pardo, urso-negro americano, urso-negro asiático, urso-malaio, urso-beiçudo e o chamado urso-de-óculos. Antigamente, os pandas eram classificados como membros da família dos ra-cuns, mas passaram a integrar também a família dos Ursidae. Essas oito espécies vivem nos mais diferentes hábitats do planeta, das regiões polares às áreas de florestas, mas a maioria delas só pode ser encontrada no hemisfério norte. Algumas características físicas e comportamentais são comuns a todas, como o corpo pesado, a cauda curta, o pêlo longo e espesso e as garras afiadas, que, ao contrário das dos felinos, não são retráteis e estão sempre aparentes. 

Os ursos também são exímios nadadores, sobem facilmente em árvores e conseguem ficar em pé sobre as patas traseiras.
Em geral, vivem sozinhos - exceto quando estão no período de acasalamento - e laços familiares duradouros só são estabelecidos entre a mãe e seus filhotes, que permanecem juntos por dois ou três anos. Apesar de tanta coisa em comum, as várias espécies de urso se diferenciam umas das outras em função do tamanho, detalhes anatômicos, hábitos alimentares e local de moradia. Os ursos-polares, por exemplo, habitam as planícies geladas do Ártico e se alimentam principalmente de focas. Já os ursos-malaios vivem nas florestas tropicais da Ásia e têm em sua dieta insetos, frutas e bichos pequenos. Os cientistas ainda não conhecem todos os detalhes sobre a longevidade desses animais, mas calculam que ela varie entre 25 e 40 anos, sendo que os ursos selvagens tendem a viver menos que os mantidos em cativeiro.

Durante o século 20, eles foram constantemente perseguidos e caçados, o que fez com que algumas espécies ficassem seriamente ameaçadas de extinção, como é o caso do panda, transformado no principal símbolo da luta pela preservação dos animais.

Da neve à floresta
Espécies mais conhecidas vivem em diferentes hábitats do hemisfério norte

URSO-PARDO (Ursus arctos)

Tamanho: Até mais de 3 metros
Peso: De 90 a 800 quilos
Espalha-se pela Sibéria, Alasca, norte do México, Himalaia e norte da África e é o mais temido dos ursos. É capaz de ingerir até 40 quilos de alimento por dia e, quando persegue uma presa, consegue atingir 50 km/h, velocidade surpreendente para um animal tão pesado. Existem várias subespécies de urso-pardo, por isso seu peso e tamanho variam tanto. O urso-grizzly Kodiak, por exemplo, pode medir mais de 3 metros e é o maior carnívoro terrestre.

URSO-POLAR (Ursus maritimus)


Tamanho: Até 2,5 metros
Peso: 800 quilos
Vive em regiões do Ártico, como Alasca, norte do Canadá, Groenlândia, Sibéria e extremo norte da Europa. Único urso adaptado ao ambiente marinho, é um excelente nadador. Para resistir às baixíssimas temperaturas do Pólo Norte, seu pêlo é longo e oleoso. No corpo do urso-polar ainda há uma espessa camada de gordura que serve como proteção extra, garantindo perfeito isolamento térmico.

URSO-NEGRO AMERICANO (Ursus americanus)


Tamanho: 1,8 metro
Peso: De 40 a 300 quilos
Habita os Estados Unidos - inclusive o Alasca -, Canadá e México. Apesar de caçadores matarem mais de 40 mil desses animais por ano, a espécie ainda não está ameaçada de extinção, pois é a mais numerosa dos Estados Unidos. É incapaz de subir em árvores e hiberna até sete meses por ano. Na preparação para enfrentar esse período de repouso, o urso-negro americano chega a ganhar 1,5 quilo por dia durante dois meses seguidos. Possui várias subespécies de tamanhos diferentes.

URSO-PANDA (Ailuropoda melanoleuca)

Tamanho: 1,5 metro
Peso: 100 quilos
É encontrado nas florestas do centro-sul da China. Nesse hábitat natural existem apenas cerca de mil ursos-pandas gigantes - outros 100 estão em zoológicos. Por isso, o animal corre sério risco de sumir do planeta. Para perpetuar a espécie, biólogos têm tentado, sem muito sucesso, a reprodução do animal em cativeiro. Uma das dificuldades é que a fêmea só está pronta para acasalar durante dois ou três dias por ano.
O resto da família
Existem ainda outros quatro tipos de urso no mundo

URSO-BEIÇUDO (Melursus ursinus)


Tamanho: 1,8 metro
Peso: Até 140 quilos
Onde vive: Florestas da Índia, Nepal, Sri Lanka e Butão
URSO-DE-ÓCULOS (Tremarctos ornatus)
Tamanho: 1,8 metro
Peso: Até 150 quilos
Onde vive: Na cordilheira dos Andes, ao longo de vários países da América do Sul, como Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia

URSO-MALAIO (Ursus ou Helarctos malayanus)


Tamanho: 1,5 metro
Peso: 66 quilos
Onde vive: Em florestas tropicais, do Sudeste Asiático às ilhas de Sumatra e Bornéu, na Indonésia

URSO-NEGRO ASIÁTICO (Ursus thibetanus)

Tamanho: 1,6 metro
Peso: 200 quilos
Onde vive: Florestas temperadas da Ásia, do Afeganistão ao Vietnã, nordeste da China, sudeste da Rússia e Taiwan

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/mundoanimal/pergunta_286455.shtml

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Vira lata nada... A raça dele é amor (Por Aline Pacheco)



Amo todos os animais, desde criança sempre foi assim, já criei gato, cachorro e coelho!

Hoje especialmente quero falar dos meus queridos vira-latas, não sei como é criar uma cachorrinho de raça, mais posso dizer que se existe amor mais puro do que o de um cãozinho da raça chamada AMOR , é esta a definição viu ,raça AMOR , porque não conheço outro forma de definir estes presentes , sempre companheiros , atentos e amáveis. È eles também tem defeitos por vezes bagunceiros e mau educados , bom mais isso nem chega a ser deito viu , porque com as loucuras eles sempre acabam arrancando boas risadas.

Eles se doam de uma forma tão gratuita que é incrível perceber a fidelidade dedicada para aqueles que muitas vezes em momentos de raiva acabam sendo grosseiros e até machucando, mais eles permanecem lá , podem até se afastar por algum tempo, mais logo esquecem, devíamos aprender um pouco com eles a perdoar, não guarda magoa nem rancor o perdão que eles oferecem é assim simples ,perdão da melhor qualidade!
Literalmente cachorro da raça AMOR é tudo de bom, como não se comover com olhinhos tristes pedindo um carinho, uma comidinha a mais mesmo quando sabemos que ele esta correndo o rico de ficar obeso (rsrsrsrs)!

Nem sei se alguém que não gosta de animais vai chegar aqui neste espaço e muito menos dedicar alguns minutos pra fazer está leitura é se chegar pode até pensar, não vejo nada de mais, são cachorros é pronto... Então tá você tem todo direito de pensar como quiser e eu também, e eu penso que não consegue amar estas criaturas divinas seja cachorro ou qualquer outro animal, não sabe o que é amor , não o amor puro verdadeiro o amor que só criaturas inocentes podem inspirar!




Os animais têm alma? Podem reencarnar como nós? Por Fátima Borges

Tenho pesquisado bastante acerca da vida animal após a morte, conversando com muitas pessoas ouvi suas experiências fantásticas vividas com os seus animais após o falecimento dos mesmos.

Confesso que, a princípio, o ceticismo me impediu de dar valor às narrativas que me foram contadas, porém após as inúmeras pesquisas a respeito deste assunto conclui que é possível sim que os animais tenham uma vida após a morte, exatamente como nós!

Não há como não acreditar nos pesquisadores e nas personalidades públicas, todos idôneos, como Chico Xavier, a médica veterinária Drª. Irvênia Prada, o escritor Ernesto Bozzano, Divaldo Pereira Franco e muitos outros que se dedicam ainda a desvendar o que pra nós é um mistério, um mundo desconhecido! No livro Os Animais tem Alma, de Ernesto Bozzano, mais de centro e trinta relatos fantásticos envolvendo animais são citados pelo autor. A professora e pesquisadora Irvênia Prada, em seu livro

A Questão Espiritual dos Animais aborda com muita clareza o tema, relatando, inclusive, uma experiência bastante interessante sobre a reencarnação de um animal. Particularmente, ainda não tive nenhuma experiência a respeito deste assunto, mas não descarto a possibilidade de que meu ceticismo anterior tenha contribuído bastante para isso, embora meu marido, mais cético que eu mil vezes, amante incondicional de animais e pai fervoroso de alguns, já tenha tido algumas vivências a esse respeito, isto é, com nossos animais já falecidos.

Acontecimentos que não soube explicar nem pra si próprio! Na realidade, é muito comum que as pessoas duvidem que os animais tenham uma alma e, que, como nós possam reencarnar, porém o mais difícil e por que não dizer o mais inacreditável é que nenhuma delas foi, até hoje, capaz de provar a não existência da Alma Animal. Assim, resolvi que a história verídica abaixo, narrada pelo Ferreira, amigo meu, merecia ser exposta a todos para que possamos, aos poucos, nos conscientizar de que não somos os únicos privilegiados, de que os animais, até mais do que muitos de nós merecem o céu, sim! “A madrinha de meu irmão, D. Hilda Hidelgar, um dia adoeceu e foi para o hospital, onde entrou em coma.

Os animais de D. Hilda, vários cães, ficaram sem comer, abatidos. Um dia, meu pai foi chamado ao hospital, pois os médicos haviam desenganado D. Hilda e queriam desligar os aparelhos.

Chegando lá, meu pai foi ao quarto dela e, foi um corre-corre danado de enfermeiras e médicos, D. Hilda estava acordada, o que causou imenso reboliço! Meu pai perguntou a D. Hilda se estava tudo bem, ao que ela respondeu: - Sim, tudo bem! Eu estava com os meus cachorros que já morreram e estava matando as saudades, mas aí, os outros vieram em meu quarto dizendo que estavam com fome. Então, eu preciso ir para casa para dar comida a eles.” Para muitos, certamente, haverá u-a explicação “racional” para o fato de ter sido mencionado que os seus cães entraram em seu quarto e “disseram” que estavam com fome, mas como explicar que D. Hilda, mesmo estando internada e inconsciente soube exata-mente o que se passava com os seus animais em sua ausência na casa?

Como os cães de D.Hilda, conseguiram dizer para a sua dona que estavam com fome? Pois é... se já é difícil para alguns aceitar que os animais tenham uma alma e que podem reencarnar, imaginem aceitar que possam se comunicar como nós?

Até hoje, a ida do homem à lua é questionada e, aconteceu! D. Hilda ainda viveu muito e, acredito feliz. Foi uma privilegiada, fez uma viagem onde pôde matar as saudades de seus animais já falecidos e ainda pôde ouvir de seus animais vivos que estavam com fome, vai saber...

Nós, humanos, precisamos abaixar muito a nossa “crista” e reconhecer que não somos os únicos a fazer parte da criação divina. Devemos ter a hombridade de lutar pelo não sofrimento dos animais, pois ainda virá o dia em que, boquiabertos, assistiremos novas realidades comprovando a existência da Alma Animal ,quem sabe?

Fonte: http://www.oitanhanga.com.br

Livros que tratam sobre o assunto:

 Todos os animais merecem o céu- Marcelo Benedite
Este eu já li e indico com certeza!





 A vida é a alma dos animais- Celso Martins




 


Os animais têm alma?-Ernesto Bozzano

















Estes são apenas algumas das muitas obras que tratam do assunto , devemos refletir
Dê sua opinião!
(Alinne)

Porque Adotar?



Saiba que antes de mais nada, adotar é um ato de amor. Todos os anos centenas de animais são jogados nas ruas, e, se não encontram um dono, morrem em menos de um ano, de doenças, atropelamento, ou vítimas da maldade humana.


Adotar um gato é ainda melhor do que comprá-lo. Fazendo isso, você contribuirá para diminuir o número de animais abandonados nas ruas. E estará dando um exemplo a seus filhos e amigos, incentivando-os a ver o animal como um ser vivo que merece carinho e respeito, e não como um objeto descartável de consumo.


Não há sensação melhor no mundo que a de ver um bichinho abandonado desabrochar depois de ser adotado por alguém de bom coração. É impressionante ver como os animais se transformam, passando de coisinhas tristes, desanimadas e doentes a bichos saudáveis, bonitos e travessos.


Eu não tenho absolutamente nada contra os animais provindos de gatis, mas pense que há muitos gatos que não terão a menor chance de encontrarem um lar tão feliz como a maioria dos gatos de raça certamente encontrará.


Não bastasse ser um gesto humanitário, a adoção ainda traz felicidade.


Nos últimos anos, foram feitas diversas pesquisas com donos de animais, somente para descobrir o que todos já sabiam na prática. Ter animais em casa traz felicidade.


Pessoas que têm animais são mais satisfeitas com a vida, e mais ajustadas. São menos propensas ao stress e expressam melhor seus sentimentos. Falam com seus animais quando deprimidos e confiam-lhes todos os segredos. Sua fidelidade e amor incondicionais ajudam a nos conhecer melhor. Conviver com os animais nos torna mais humanos.


Os animais são positivos às pessoas em todos os sentidos. Uma das pesquisas indica inclusive que donos de animais têm maior tendência a subir na profissão e ganhar mais. A felicidade também é lucrativa.


Os ganhos para a saúde também são significativos. O ato de acariciar um animal é relaxante e está provado que reduz o risco de problemas cardíacos. Além disso, ter animais levanta o astral e induz ao equilíbrio. Pessoas que têm animais ficam doentes menos vezes. Os animais influenciam até mesmo na cura de doenças que abalam não só o corpo, mas também o espírito. Ninguém sabia disso melhor do que Nise da Silveira, pioneira no Brasil no uso de animais de estimação para combater desequilíbrios mentais. Atualmente, no mundo todo cães, gatos, coelhos, cavalos, aves e até mesmo peixes são utilizados como auxiliares do tratamento de doentes e idosos em hospitais e instrumentos de terapia para portadores de deficiências.


Algumas pessoas se tornam tão ligadas a seus animais que não conseguem se separar deles nem mesmo quando viajam. Muitos hotéis já aceitam hóspedes de quatro patas. Nos Estados Unidos, há até mesmo um hotel para donos de gatos que viajam sozinhos. O hotel fica na cidadezinha de Robshaw, em Minnesota, e oferece aos hóspedes, entre outros serviços, a opção de passar a noite com um dos gatos da casa. A maioria das pessoas adora.


Para crianças, não há companhia melhor. Os animais de estimação se tornam amigos para toda a vida, trazendo lições valiosas e fundamentais sobre a vida, o respeito e os sentimentos, além de aumentar a independência e o senso de responsabilidade. Crianças tímidas podem tornar-se mais desembaraçadas com o apoio de um gato ou cãozinho. Crianças bagunceiras podem tornar-se mais responsáveis ao ter que enfrentar o desafio de cuidar de um animal. Crianças agressivas se transformam ao conviver com animais amorosos.


Uma tese da veterinária Hamelore Fichs, apresentada no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, comprovou que os animais de estimação podem exercer uma influência muito benéfica sobre as pessoas.Ela gravou dezenas de entrevistas com adultos ,esmiuçando as relações entre animais domésticos e seres humanos, e tirou algumas conclusões importantes.


Os animais fazem qualquer pessoa sentir-se útil e importante, pois dependem dela para sobreviver.

Oferecem companhia a toda hora e quase nunca exigem algo em troca. Podem ocupar o mesmo espaço afetivo de um parente ou amigo.


Simbolizam um dos poucos elos entre o homem moderno e a natureza.Fazem rir, fornecem as primeiras noções de reprodução e morte as crianças, funcionam como ótimos "confidentes"e , quando estão descansando, transmitem paz para quem os observa. Não é o bastante?


Os animais nos tornam pessoas melhores, mais tolerantes e sensíveis, mais apaixonadas e esperançosas. O amor pelos animais faz crescer em todos nós o entusiasmo pela vida.

Fonte: http://www.ondaa.org/artigos/artigo9.htm

Por que os cães brigam?

Existem diversas situações que podem provocar uma reação agressiva de um cão com outro e causar brigas. Conhecer estas situações é fundamenta,l tanto para evitá-las como para saber atuar no caso do conflito acontecer.


As disputas de hierarquia que se estabelecem entre dois machos, são as mais comuns, porém, as menos perigosas. A situação costuma resolver-se de maneira natural ao ficar clara a supremacia de um cão sobre outro, sem que se atraquem.

No entanto, não ocorre o mesmo numa briga entre duas fêmeas, pois ela não recuam, tornando este tipo de briga muito perigosa. É verdade que a briga entre fêmeas ocorre muito raramente, mas tenha em conta que, quando ocorrer, elas irão até a morte.


As brigas de hierarquia entre um macho e uma fêmea são também pouco habituais mas, no caso de ocorrer, colocará o macho em grande risco. O cão poderá efetuar manobras de defesa ante os ataques da fêmea, mas jamais chegará a feri-la mortalmente, mesmo que sua própria vida esteja em risco.

Se o conflito é entre um adulto e um filhote, não há maiores riscos, pois o filhote cederá à superioridade física do primeiro. Entretanto, é necessário ter em conta que, um cão de oito meses, já é considerado, aos olhos dos demais cães, como um adulto. E, em caso de briga, não será poupado por sua pouca idade.

Uma exceção geral a todas estas considerações, se dá no caso de cães considerados "raças de briga", como pitbull, mastiffs, dogos argentinos, etc. Neste caso, independentemente do sexo dos adversários, o grau de periculosidade da briga será similar ao de um confronto entre fêmeas





Fonte: http://www.petpet.com.br

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Circo Legal não tem ANIMAL!


O macaco participa do espetáculo com os palhaços. O leão ultrapassa um círculo de fogo e o elefante equilibra-se em uma plataforma. Enquanto isso, meninos e meninas vibram na plateia. A alegria, no entanto, só existe porque no picadeiro não se veem os maus tratos a que estão submetidos boa parte dos animais de circo. Jaulas apertadas, presas arrancadas e alimentação inadequada são apenas alguns dos motivos que fizeram com que seis Estados brasileiros e mais de 50 municípios vetassem o uso de animais em circos. E, no próximo ano, a proibição pode se tornar nacional.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, no final do ano legislativo, o Projeto de Lei 7291/06, que acaba com o uso de animais da fauna silvestre brasileira e exóticos na atividade circense. A proposta, que já passou pelo Senado, segue agora para o Plenário onde deve ser votada no primeiro semestre deste ano.

Já passou da hora de encerrarmos a crueldade contra os animais. Animal em circo é animal maltratado, justifica o relator do projeto, Ricardo Tripoli (PSDB-SP).
Foi ele o autor de lei semelhante que proíbe animais em circos em São Paulo, desde 2005. A mesma proibição existe na Paraíba, em Pernambuco, no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul e no Mato Grosso do Sul. No Ceará, em Santa Catarina e em Minas Gerais, projetos semelhantes estão em tramitação.

Vale destacar, no entanto, que existem cerca de 600 companhias de circo que ainda usam bichos nos espetáculos. O Distrito Federal, apesar de não proibir, está fora da rota dos circos que usam animais. Funciona uma das ONGs mais atuantes contra o uso de bichos nas apresentações.

A ProAnima recolhe assinaturas a favor do projeto. Um abaixo-assinado que ela ajudou a organizar foi entregue na Comissão de Educação e Cultura, onde o texto foi aprovado antes da CCJ, com mais de 100 mil nomes.
Além disso, o rigor do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) na capital foi amplamente divulgado, em agosto do ano passado, quando o órgão apreendeu 26 animais por acusação de maus tratos no Le Cirque que se instalava para apresentações.
Os animais recolhidos foram distribuídos para vários locais no País. Jeber e Tyson, os chimpanzés confiscados, vivem atualmente em Sorocaba em um centro de atendimento a primatas. Os dois macacos que viviam em uma jaula de três m² no circo 20 vezes menor que a área mínima exigida pelo Ibama agora estão em um área verde de 500 m², onde convivem com outros 44 primatas.

O descanso foi merecido. O laudo apresentado pela coordenadora do Projeto de Proteção a Grandes Primatas (GAP), Selma Mandruca, mostrou que no circo eles tiveram os dentes e testículos arrancados. Além disso, quando eles chegaram a São Paulo, possuíam marcas de correntes no pescoço, lesões na pele por automutilação e apresentavam sinais de estresse crônico.
Jeber e Tyson, no entanto, tiveram sorte. Chico e Kim, duas girafas acolhidas, respectivamente, nos zoológicos de Brasília e de Goiânia morreram menos de um ano depois da apreensão no Le Cirque. Não é compatível com os nossos tempos essa prática. Daqui a uns tempos, usar animais dessa maneira será tão recriminado quanto à escravidão, comenta a bióloga e veterinária Maria Carolina Dias Camilo.
Mundo

Caso o Brasil aprove a lei, se igualará a países como Áustria, Costa Rica, Dinamarca, Finlândia, Índia, Israel, Singapura e Suécia. O nosso sistema jurídico já orienta-se no sentido de afastar a crueldade contra todos os tipos de animais, nativos ou não. Há decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que reforçam esse princípio", completa o relator.

Pelo projeto de lei, os donos de circos terão de parar imediatamente de utilizar os animais em espetáculos, mas possuirão o prazo de oito anos para decidir sobre o futuro dos animais, que deverão ser encaminhados a zoológicos registrados no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Uma regra no projeto veta a doação dos bichos para circos de outros países. 


Veja alguns dos circos brasileiros que não usam animais em espetáculos:

• Circo Mágico de Moscow
• Cia Clawnesca
• Cara Melada
• Cia Pavanelli
• Circo da Alegria
• Circo Dança
• Teatro Intrépida Trup
• Circo Girassol
• Circo Mínimo
• Circo Navegador
• Circo Spacial
• Circo Teatro Musical Furunfunfum
• Circo Trapézio
• Circo Vox Circodélico
• Cirque Ahbaui
• Companhia Teatral e Circence Trupe Sapeka
• Parlapatões, Patifes & Paspalhões
• Sply Up-Leon
• Circo Popular do Brasil
• Circo Gran Bartholo

FONTE:http://ultimosegundo.ig.com.br/brasi
/brasil+perto+de+proibir+animais+em+circo/n1237593330943.html